Páginas

quarta-feira, 2 de janeiro de 1980

Itajubá e Cambuí - MG



📌ITAJUBÁ 

E


CAMBUÍ📌






Itajubá faz parte do circuito turístico dos caminhos do Sul de Minas, sendo um dos centros urbanos mais importantes dessa região. O principal produto agrícola é a banana, destaca-se também o cultivo de milho, a pecuária bovina e suína e a cafeicultura. Por ser uma região com muitas rochas é comum a prática de escaladas.
Cambuí integra o circuito das serras verdes do sul de minas, possui muitas cachoeiras e porções de mata e vários pontos turísticos. 

DIA 1
6h40 teve início à viagem com destino à Itajubá.  Depois de 2h, conseguimos enfim, sair da rodovia e entrar em Cambuí. Seguimos direto através da estrada de terra que liga essa cidade à Consolação e depois, Paraisópolis.
Paramos na praça para registrar esse belo click da
Igreja Matriz (FOTO).


Depois, fomos caminhar ali pelas ruas centrais, que são bem agradáveis. Saindo da cidade pelo lado oposto da MG-295, seguimos direção à Itajubá. 
Chegamos à cidade e fomos direto fazer o “check in” no hotel. Dali, fomos conhecer a região central, com direito a Praça Theodomiro Carneiro Santiago e a Igreja Matriz (FOTO)


DIA 2
Fomos em direção à Cachoeira Ano Bom (FOTO). Na MG 383, que liga as cidades de Itajubá à Maria da Fé, após 03 Km, entramos à direita na Estrada Retiro, de terra. Percorrendo mais 02 km chegamos à cachoeira, que fica à direita.


Dali, fomos para a cidade de Conceição dos Ouros, conhecer a Prainha dos Euclides. (FOTO).


Lugar muito agradável.
Por volta das 12h, seguimos viagem, passando por Cachoeira de Minas.
14h e chegamos ao nosso destino do dia: a cidade de Cambuí.
Como o tempo estava agradável, com o sol muitas vezes se escondendo atrás de nuvens, optamos por passar o restante da tarde na piscina do hotel (FOTO), só saímos para jantar.


DIA 3
Acordamos e partimos rumo à Senador Amaral (FOTO), cidade situada a mais de 1.550 metros de altitude, sendo a segunda mais alta do país, com inúmeras áreas de cultivo de orquídeas e morangos.


Por ali, pretendíamos conhecer os Túneis Egípcios, localizados no Bairro dos Pelicas, no Hotel Fazenda Vale dos Reis. Não foi possível, pois o local estava desativado.
Retornamos para Cambuí e dalí, para Itapeva.
Depois de informações, fomos através de uma estradinha de terra até o Vale Suiço Resort e seguimos em direção ao Sítio da Pedra Chata. Uma subida de quase 2 km pela estradinha de terra em condições razoáveis. Fácil para encontrar, pois existem placas orientativas.
Chegando, foi só estacionar o carro e pagar uma pequena taxa para entrar, já que é uma propriedade particular. Inicialmente fomos através de uma longa e tranquila trilha subindo até a famosa pedra chata. É gigantesca. O local é magnífico e a vista,😃👌👍 deslumbrante. 


Depois de muitas fotos e um bom tempo por ali, descemos até a piscina incrustada nas pedras (FOTO). Água super gelada, mas depois nos acostumamos, no meio da piscina é bem fundo, já nas laterais tem pedras que conseguimos até sentar.
O local conta com toda uma infra estrutura para os turistas, com um pequeno bar e vestiários.


Nenhum comentário:

Postar um comentário