P√°ginas

quarta-feira, 3 de janeiro de 2018

ūüďĆRIO GRANDE DO SUL: Porto Alegre


ūüďĆPORTO ALEGREūüďĆ





Capital do Rio Grande do Sul, a cidade foi fundada em 1.772 por casais portugueses açorianos. Ao longo dos séculos seguintes, acolheu imigrantes de todo mundo, em particular alemães, italianos, espanhóis, africanos, poloneses e libaneses, entre católicos, judeus, protestantes e muçulmanos. Se tornando uma cidade multicultural por natureza, terra de grandes escritores, intelectuais, artistas e políticos que marcaram a história do Brasil.

DIA 1 
Em uma viagem de √īnibus saindo de Nova Petr√≥polis, chegamos em Porto Alegre no come√ßo da noite. Apenas sa√≠mos para jantar.

DIA 2
Um dos principais cart√Ķes postais de Porto Alegre, o mercado p√ļblico tem 146 anos de exist√™ncia, com suas paredes centen√°rias em estilo neo-cl√°ssico e conta com armaz√©ns, tavernas, bares, a√ßougues, fruteiras, restaurantes, barbearias entre outros. Se voc√™ procura por produtos tradicionais l√° ir√° encontrar: cuias, diferentes tipos de erva-mate, charque e outras iguarias.


Piso superior com vista de todo mercado. 


Ao lado do mercado est√° o Pa√ßo dos A√ßorianos onde est√° a sede da prefeitura, tendo √† sua frente √† Pra√ßa Montevideo e a 'Fonte Talavera de La Reina', local considerado como marco zero da cidade. O pr√©dio foi constru√≠do entre 1.898 e 1.901, em estilo ecl√©tico originado de padr√Ķes neocl√°ssicos.  


De l√° caminhamos um pouquinho at√© chegar na Pra√ßa da Alf√Ęndega, centro hist√≥rico da cidade, onde possui importantes edifica√ß√Ķes, tais como o Museu de Arte do Rio Grande do Sul (MARGS)... 


...Memorial do Rio Grande do Sul...


...Santander Cultural e o Clube do Com√©rcio de Porto Alegre. No entorno da pra√ßa est√° a Inspetoria da Receita Federal, um pr√©dio em estilo ecl√©tico.  


Seguimos √† rua (Rua dos Andradas) atr√°s da pra√ßa e chegamos na Casa de Cultura Mario Quintana, um dos mais importantes centros culturais da cidade. O local era um hotel que foi resid√™ncia do poeta por alguns anos e hoje sobrou o quarto com seus pertences ainda postos sobre os m√≥veis. Os demais m√≥veis viraram salas que abrigam biblioteca, espa√ßo de estudo, cursos variados, salas de cinema e um jardim. No √ļltimo andar, os visitantes encontram ainda um caf√© de onde √© poss√≠vel admirar uma bela vista do Gua√≠ba.



Seguindo na mesma rua, chegamos na Igreja Nossa Senhora das Dores, √© a mais antiga igreja da cidade ainda de p√©. Em estilo ecl√©tico com seu interior ricamente decorado com talha dourada num estilo barroco tardio com elementos neocl√°ssicos, al√©m de possuir um importante grupo de est√°tuas barrocas de Cristo em tamanho natural, representando o ciclo da Paix√£o. O edif√≠cio de grande significado hist√≥rico e art√≠stico, foi tombado em n√≠vel nacional pelo IPHAN.


E, chegamos no Gas√īmetro! Um dos espa√ßos culturais mais importantes e conhecidos da cidade. Funciona na antiga usina termel√©trica do Gas√īmetro, inaugurada em 1.928, na chamada Praia do Arsenal, projetada para gerar energia √† base de carv√£o mineral. Muito importante historicamente, pois foi palco da industrializa√ß√£o ainda incipiente no Brasil.

Datas importantes:
Em 1.974 - Usina encerra suas opera√ß√Ķes como geradora de energia e √© desativada. 
Em 1.982 - Eletrobr√°s transfere para o munic√≠pio o uso do terreno. O governo estadual tomba a chamin√©. 
Em 1.983 - Governo municipal tomba o prédio.
Em 1.991 - Aberto √† popula√ß√£o como Centro Cultural. Os 18 mil m² de √°rea abrigam audit√≥rios, salas multiuso, anfiteatros, espa√ßos para exposi√ß√Ķes, cinema e teatro.


Ao fundo beirando o Rio Gua√≠ba, existe esse p√≠er, onde os moradores e turistas aproveitam para caminhar, correr, pedalar e passear de barco. 


Ent√£o fomos navegar pelas √°guas no Gua√≠ba, o passeio dura cerca de uma hora, passando perto de casas de f√©rias do pessoal de Porto Alegre, de v√°rias ilhas e chega pertinho da Ponte Get√ļlio Vargas, que corta o rio que virou lago.


Vista do Gas√īmetro, do barco.


Vídeo do passeio!


Assim que terminamos, caminhamos uns 20 minutos at√© a Catedral Metropolitana de Porto Alegre, em estilo neo-renascentista seguindo, em escala menor, o modelo de S√£o Pedro de Roma.


Paramos para almo√ßar um prato t√≠pico de l√° chamado √Ä la minuta: uma cl√°ssica por√ß√£o de carne (frango, chuleta, picanha e fil√©), arroz, batata-frita, ovo e salada. 

Pertinho dali, estava a Escadaria 24 de Maio, um local inspirado na escadaria do RJ, cheio de azulejos coloridos com frases de moradores e poesias.


Mais uma caminhada de uns 25 minutos e chegamos ao Parque Reden√ß√£o (Farroupilha), que em 1.997 foi tombado como patrim√īnio hist√≥rico, cultural, natural e paisag√≠stico de Porto Alegre.

No local, existem v√°rias op√ß√Ķes de lazer, como o parque de divers√Ķes, os passeios de trenzinho e pedalinhos, o Mercado do Bom Fim (onde h√° lojas de conveni√™ncias e lancherias), a Feira Ecol√≥gica.


Al√©m de diversos recantos, como Orquid√°rio, Recanto Alpino, Recanto Oriental, Recanto Europeu, Solar, Fonte Luminosa, Espelho d’√°gua e Audit√≥rio Ara√ļjo Viana, o parque conta ainda com 38 monumentos, com destaque para o Monumento ao Expedicion√°rio (Arco).

Há cerca de 10.000 árvores, de espécies como chal-chal, pitangueira, paineira, tipuana, cocão, palmeira da califórnia, grinalda de noiva, jacarandá, ipê-roxo e cipreste.


Jardim do DMAE - inaugurada em 1.928 comp√Ķe um complexo de pr√©dios da sede administrativa do Dmae, onde funciona a Esta√ß√£o de Tratamento de √Āgua (ETA) Moinhos de Vento, que abastece v√°rios bairros da cidade de Porto Alegre. 
Um lugar super bem cuidado, com lindos jardins, onde acontecem muitos ensaios fotogr√°ficos.


Depois fomos conhecer "a rua mais bonita do mundo", Rua Gon√ßalo de Carvalho, s√£o 500 metros de extens√£o, onde mais de 100 √°rvores da esp√©cie Tipuana est√£o enfileiradas. Algumas chegam a altura de um pr√©dio de 7 andares fazendo com que a vista de cima seja ainda mais surpreendente.


DIA 3
Acordamos cedo como de costume, e de Uber fomos at√© o Jardim Bot√Ęnico, localizado na Rua Dr. Salvador Fran√ßa, uma das vias mais movimentadas da cidade. Paga-se uma pequena taxa para visita√ß√£o, o local n√£o deve ser muito visitado por turistas, ou por ser longe ou por estar meio abandonado, segundo informa√ß√Ķes. Mas, achamos bem legal o passeio.


O jardim possui um terreno de 39 hectares coberto por cerca de 5 mil √°rvores, algumas delas na lista de esp√©cies em extin√ß√£o, e cortado por trilhas de terra com vista para diferentes vegeta√ß√Ķes...



...e para dois pequenos lagos, ambos habitados por tartarugas. Um deles j√° ao lado da entrada.



L√° est√° o Museu de Ci√™ncias Naturais, com a Exposi√ß√£o Rotativa, que exibe temas sobre o ambiente natural. 


A exposi√ß√£o apresenta 49 vitrines, que abordam a riqueza das esp√©cies nativas do Rio Grande do Sul, tanto da flora quanto da fauna. 



Cada cantinho é uma vegetação diferenciada.


Mais um tipo de vegetação.



Vídeo!!



Mesma vegeta√ß√£o das cidades da Serra Ga√ļcha!



E finalizamos na floresta de Arauc√°ria.



Como os passeios eram bem longe um dos outros, pegamos Uber novamente, e fomos até o Estádio Beira Rio, localizado às margens do rio Guaíba. Logo na frente, esse letreiro.

.

E também uma estátua em homenagem ao jogador Fernandão, morto em um acidente de helicóptero.


Antes de fazermos a Visita Colorada, vimos o √īnibus saindo com o time.



Voc√™ poder√° escolher entre 3 op√ß√Ķes diferentes de visita: 1- Visitar somente o est√°dio, 2- est√°dio e o museu juntos, 3- roteiro estendido que abrange mais partes do est√°dio que a visita normal n√£o contempla.



Optamos pelo n√ļmero 2 - museu e est√°dio. Primeiro vistamos o museu, (sem guia) onde possuem todos os trof√©us, melhores jogadores, campeonatos, entre outros... 



Com um jogo interativo, voc√™ escolhe um campeonato que o time foi campe√£o, fica posicionado no lugar indicado e aparece l√° no meio com a ta√ßa e os jogadores.



Depois disso, no horário marcado a guia apareceu se apresentou, começou explicando a história do clube, aí fomos conduzidos até as arquibancadas inferiores.



Voltamos ao corredor que circula todo o est√°dio para visitar o Memorial Fernand√£o.



Saímos para fora do estádio, demos a volta e entramos na Sala de Imprensa...



...vesti√°rio 



E no final, a √°rea dos bancos de reservas e a borda do gramado.


Saindo de l√° estava chovendo, ent√£o mais um Uber at√© o a Funda√ß√£o Iber√™ Camargo que estava fechado, mas re√ļne obras do importante artista pl√°stico ga√ļcho Iber√™ Camargo, al√©m de abrigar exposi√ß√Ķes itinerantes. 


√öltimo uber e √ļltimo passeio do dia, fomos at√© o Parque Moinhos de Vento, um local de 11,50 hectares com op√ß√Ķes de lazer como jogging, patina√ß√£o, quadras de futebol, t√™nis, v√īlei e aparelhos de gin√°stica. Para o p√ļblico infantil, est√£o √† disposi√ß√£o equipamentos de recrea√ß√£o artesanais, feitos de toras de eucalipto, e uma biblioteca infantil.
  

DIA 4 
Nosso voo sairia logo após o almoço, então aproveitamos a manhã para dar uma voltinha rápida próximo as redondezas do hotel.

Depois seguimos até a rodoviária, onde pegamos o trem e descemos na Estação aeroporto e embarcamos novamente, mas agora no Aeromóvel (um meio de transporte urbano automatizado em via elevada de concepção, e que utiliza um sistema de propulsão pneumática).


A viagem é muito rápida, dura em torno de 2 minutos e meio, uns 800 metros, aí já estávamos no aeroporto.