Páginas

terça-feira, 2 de janeiro de 2018

--Rotterdam

📌HOLANDA📌
NETHERLANDS


Rotterdam





Segunda maior cidade dos países baixos e possui um dos maiores portos do mundo. Vamos conhecer??  

DIA 1
Chegamos na Central Station Rotterdam, vindos de Eindhoven, com tempo nublado e muito, mas muito frio mesmo.


 

City Hall (Prefeitura de Rotterdam) é um dos poucos edifícios antigos que ficam no centro da cidade, localizada na Coolsingel. É um belo edifício que merece atenção. Pode ser visitada por conta própria.


Galerij. 



Museum Rotterdam, são coleções exclusivas e nativos de Rotterdam contam a história da cidade ao longo dos anos neste moderno museu. Possui uma extraordinária coleção de objetos, que vão de fantasias a azulejos e de embalagens a esculturas. 



Sint-Laurenskerk, Igreja de Rotterdam única estrutura medieval remanescente na cidade.


Rotterdam Blaak, uma estação ferroviária e de metrô, localizada na ferrovia Breda, entre Rotterdam e Dordrecht. A estação está localizada no centro da cidade, perto das casas do cubo e do Markthal.



E o incrível edifício Kijk-Kubus (Casas em Cubo), Ã© uma das atrações mais características da cidade. Projetado pelo arquiteto holandês Piet Blom, esse conjunto residencial se destaca, pois, as suas casas são, literalmente, cubos, construídas com uma inclinação de 45 graus. 



E a ponte Willemsbrug, uma ponte vermelha, com um comprimento de 318 metros, liga uma parte norte ao sul da cidade. Foi aberta em 1878 e totalmente renovada em 1981.


Mariniers Museum (Museu Marítimo), o passado marítimo e presente em exposições modernas. O museu fica em um dos maiores e mais antigos portos de museus da Holanda, onde é possível visitar embarcações e guindastes históricos e experimentar como o principal porto de Rotterdam do mundo começou neste local.



DIA 2
Começamos o dia passando pelo Westersingel.



A igreja de Arminius, localizada na Westersingel 76, o edifício é um monumento nacional, também tem sido usado há anos por Arminius, como uma plataforma de arte, cultura e debate. 



Netherlands Architecture Institute (NAI), o instituto gerencia e fornece acesso ao patrimônio cultural, incluindo o Arquivo Estadual de Arquitetura, incentiva a pesquisa, promove exposições nacionais e internacionais e um programa de palestras e debates, desenvolve pacotes educacionais e tem uma função de plataforma transdisciplinar.



Toda a grande e bela área do Museumpark, moderno parque no centro, rodeado por seis museus. Em 2011, o parque foi reaberto após cinco anos de construção de um estacionamento subterrâneo. A área do Parque dos Museus é de 100 por 400 metros.



Kunsthal Rotterdam, o museu é inspirador por seu design arquitetônico, bem como pela grande variedade de exposições que apresenta continuamente. 



Grieks Orthodoxe Kerk, igreja ortodoxa. 




Seguimos caminhando as margens do rio: Wereld Museum, um museu sobre culturas no presente e no passado. É a continuação do Museu da Terra e Etnologia e está localizado na esquina da Veerhaven e Willemskade. Ele mostra mais de 1.800 objetos etnográficos de diferentes culturas da Ásia (incluindo a herança islâmica), Oceania, África, América.



O ponto de parada das lanchas Taxi Nieuwe Maas...



...E a imponente ponte Erasmusbrug, fica ao lado da 
Willemsbrug, a segunda ponte sobre o Nieuwe Maas, no porto de Rotterdam, liga o distrito de Kop van Zuid com o centro no lado norte do rio. Atravessamos o rio por ela, incrível!!



O grande teatro Luxor. 



De Hef nome popular da Ponte Koningshaven, uma ponte suspensa ferroviária abandonada sobre o Koningshaven, que separa a Noordereiland do distrito de Feijenoord. A ponte fazia parte da linha ferroviária de Breda.



De volta à Erasmusbrug, para cruzá-la novamente para sair da ilha, e agora o Het Park, parque é o parque mais famoso da cidade, localizado a oeste do centro. 


Um grande ponto turístico que valeu muito a pena: Euromast, uma das torres mais altas da Holanda, com mais de 100 metros de altura, dá para ver a cidade belga da Antuérpia a cerca de 80 km de distância. 
Elevador até certo ponto. Dali, troca-se de elevador, chegando sentado até o ponto mais alto. O elevador para de subir, começa uma história sobre a cidade e a girar 360º. 



Como é todo de vidro, imagina só a magnífica vista. Simplesmente sensacional!!!



Seguimos para Amsterdam.

Nenhum comentário:

Postar um comentário