Páginas

terça-feira, 2 de janeiro de 2018

📌ITÁLIA: Milão

📌ITÁLIA📌

Milão







Segunda maior cidade do país, mais conhecida como um centro econômico e financeiro, e depois da 2ª Guerra Mundial, recuperou sua indústria, tornando-se um grande centro fabril com uma grande população operária. Hoje Ã© uma grande cidade com quase sete milhões de habitantes e junto com Paris é capital da moda e do design mundial.

DIA 1
Chegamos em Milão às 20h25 vindos de Veneza, muito cansados fomos direto para o Hotel.

O dia seguinte amanheceu nublado e um pouco frio, mas mesmo assim, bora conhecer essa cidade super famosa, passamos pelo monumento Pizza Leonardo Da Vinci. 




Porta Venezia, é uma das portas históricas da cidade, suas origens remontam às muralhas medievais. 



O grande e movimentado Giardini Pubblici (Jardins Públicos), o parque é hoje o maior do centro da cidade, criado em 1.782-1.786, foi originalmente estabelecido em um estilo francês.



E na saída, Archi di Porta Nuova, um dos principais portões da trilha medieval das muralhas de Milão.



Igreja de San Fedele, Ã© uma igreja católica construída no século XVI, considerada o modelo de referência para a arquitetura sagrada da arte da Contra-Reforma.



Palazzo Marino, Ã© um palácio nobre sede da administração municipal. Localizado na frente oriental da Piazza della Scala.



Teatro alla Scala, Ã© um dos teatros de ópera mais famosos do mundo, construído no final do século XVIII. Ele possui um museu formado por uma coleção de pinturas, bustos, roupas e diferentes elementos relacionados com o mundo da ópera.
Na visita é possível conhecer: grande vestíbulo do teatro e os camarotes cobertos de veludo vermelho. 
Obs: só pode ser visitado assistindo a uma das obras ou através da visita ao museu.


Entre o Teatro e a Galeria Vittorio Emanuele está a Praça da Scala (Piazza Scala), no centro há uma grande estátua de Leonardo da Vinci e ao redor dela muitos bancos rodeados de arbustos.



E gratuitamente visitamos a Gallerie D'Italia, Ã© um conjunto de espaços de exposição com patrimônio artístico e arquitetônico, juntamente com coleções da Fundação Cariplo de Milão.



Área interna! Vale muito a visita!



Palazzo di Brera (Pinacoteca Di Brera), Ã© uma das mais importantes galerias de arte da Itália, com uma coleção especialmente impressionante de pinturas de mestres italianos do século XIV ao XX. Está localizada no Palazzo di Brera, que foi construído no final do século XVII pelos jesuítas no local de um convento.


Daí fomos para a Galleria Vittorio Emanuele, onde estão as lojas mais famosas de Milão, o edifício foi construído entre 1.865 e 1.877. 



É formado por dois arcos perpendiculares cobertos por uma abóbada de vidro e ferro. Abriga lojas importantes de marcas como Prada, Gucci ou Louis Vuitton, além de pequenos lugares comerciais menos conhecidos.


Logo ali, a Piazza Duomo, praça mais bonita da cidade. É dominada pela magnífica fachada frontal do Duomo (catedral). No centro da praça está o monumento em homenagem ao primeiro rei de uma Itália unificada. Ali também é um popular ponto de encontro que está constantemente lotado de turistas e moradores locais.



E o magnífico Duomo (Catedral de Milão), catedral gótica, é uma das maiores igrejas católicas do mundo. Com sua deslumbrante fachada frontal branca, domina a praça. Está literalmente no centro da cidade. 



Possui 157 metros de comprimento, 11.700 m² e espaço para mais de 40 mil pessoas. Seu interior possui longas colunas de mármore com estátuas talhadas que chegam até o teto. Há quadros pendurados que representam diferentes cenas religiosas. O elemento mais chamativo é a estátua de Bartolomeu Apóstolo, padroeiro dos padeiros, na qual aparece com a pele arrancada, fazendo referência ao martírio que sofreu.


Palazzo Reale, foi durante muitos séculos a sede do governo da cidade, atualmente é um local para exposições.



Torre Velasca, foi construída no final da década de 1.950, de formato peculiar simbolizava uma nova e mais moderna Milão, representando seu futuro.


Universidade de Milão.



Parco Papa Giovanni Paolo II, Ã© um parque que liga a Basílica de San Lorenzo e a Basílica de Sant' Eustorgio.
A Igreja de San Lorenzo Maggiore é a mais antiga de Milão, em frente há diversos restos romanos do século III e uma cópia de uma estátua de Constantino, primeiro imperador romano que pertenceu ao cristianismo.



Palazzo Imperiale (Palácio Imperial Romano), era uma estrutura antiga da época do Império Romano do Ocidente. 



E chegamos ao gigante Parco Sempione, um enorme espaço verde localizado ao lado do Castelo Sforzesco, construído entre 1.890 e 1.893 seguindo o estilo dos jardins ingleses. Possui mais de 47 hectares onde existem: grandes zonas de grama, muitas árvores e vegetação e um lago artificial.



O parque também possui um arco triunfal - Arco della Pace, dedicado à paz entre as nações europeias, é um dos principais monumentos neoclássicos de Milão.



E para finalizar o passeio - Castello Sforzesco, um dos marcos mais importantes da cidade. Serviu como um símbolo de poder para os governantes locais e estrangeiros. No início do século XX, o castelo foi salvo da demolição e hoje abriga vários museus cívicos.



Os museus que fazem parte do complexo são:
-Museu de arte antiga
-Pinacoteca
-Museu Egípcio 
-Museu da Pré História e Proto-história
-Museu de Artes Decorativas
-Museu de Instrumentos Musicais 
-Museu do Móvel
Há também outros espaços expositivos como: 
-O Museu da Piedade Rondanini
-A Coleção Numismática e de Medalhas, 
-A “Sala delle Asse” de Leonardo da Vinci 
-A Coleção de Desenhos 
-A Coleção de Gravuras “Achille Bertarelli”

Adoramos a visita e todos os museus são bem interessantes, se estiver com tempo não deixe de conhecer, vale a pena!!



Vá também até o pátio central do castelo, que está aberto ao público de forma gratuita. 



Depois dessa incrível visita, seguimos direto para a Estação Central de Milão, Ã© uma das maiores e mais impressionantes da Europa. Possui uma mistura de estilos entre eles: Art Nouveau e o Art Decó. 


Aqui finalizamos nossa trip pela Itália, seguimos agora para Nice, na França

Nenhum comentário:

Postar um comentário