Páginas

quarta-feira, 2 de janeiro de 1980

ATUALIZAÇÃO BLOG!


Estamos em processo de atualização de todos os relatos. 

Por isso alguns estão fora do ar!!

Estamos atualizando e publicando!

Acompanhem!!!😉


Capitólio "Mar de Minas" - MG





📌CAPITÓLIO📌

"O Mar de Minas"




Cidade localizada no Sudoeste do Estado de Minas Gerais à 475 km de São Paulo. Banhada pelo Lago de Furnas, um dos maiores lagos artificiais do mundo. A região é repleta de belíssimas cachoeira, além do famoso Mirante e os Canyons. 



Dia 01
Tudo começou pela Cachoeira do Filó (FOTO), localizada no município São João Batista do Glória, às margens da Rod. MG-050, no Km 300. Existe um acostamento na estrada, com um "pequeno estacionamento". Basta descer uma trilha de fácil acesso, para ter essa vista.


É possível visitar a parte de cima da cachoeira também. Basta retornar para entrada da trilha e seguir em uma outra trilha ao lado da estrada.


Depois de curtir esse visual de cima, seguimos estrada afora. A próxima parada foi no Mirante dos Canyons (FOTO), localizado também na rodovia MG-050 entre os Kms 312 e 313. 
Muito fácil de encontrar, na própria estrada, já visualizamos muitos carros, ônibus e motos parados nos acostamentos e uma fila de pessoas seguindo para o Mirante.



Do outro lado da rodovia, mais uma atração: Cachoeira Diquadinha ou Dicadinha (FOTO). Com águas cristalinas, diferentes quedas e um poço/piscina natural.



Quase hora do almoço. Optamos por almoçar em um restaurante pertinho da ponte do Rio do Turvo e de frente ao “porto” de onde saem os passeios de barcos.

Dali, fomos para o passeio de lancha pelo Lago de Furnas, com duração de 3h. Mas existem passeios com chalana, catamarã e escuna. Lá encontramos muitas agências que fazem o passeio, então não deixaremos o link aqui. 

Em nosso lancha foram 8 pessoas e foi assim👇:


1º - Bar Flutuante: parada rápida para comer, beber alguma coisa e usar o banheiro. Essa é a vista!


2º - Cachoeira do Canyon: visual de tirar o fôlego, água cristalina e esses paredões deixam o lugar único.



3º - Cascatinha: só acessível de embarcação. É bem diferente, pois descemos nessas pedras, onde é possível andar tranquilamente (mas tome cuidado com as pedras, escorregam demais).


Continuamos caminhando, em um certo momento bem ao meio vira uma poço enorme e fundo. Para passarmos esse poço, tivemos que andar do lado esquerdo onde existe uma passagem, que nos levou a outra piscina👇, que já não era fundo.

    
Na frente dessa piscina👆 a Cachoeira Cascatinha👇
  


4º - Lagoa Azul: com um bar flutuante para quem chega de barco, mas tem opção de fazer através do Empório Lagoa Azul, que o visitante pagará uma taxa e descerá através de uma trilha. As águas cristalinas em um tom de verde formam uma pequena piscina natural. Simplesmente Exuberante!!



Dia 02
Trilha do Sol, também na Rodovia MG-050, Km 304. Na verdade esse local é um complexo com pousada, cachoeiras e trilhas. Para quem não é hóspede, cobram uma taxa para visitação.

O local é composto por um mirante, 3 cachoeiras abertas para visitação, com trilhas muito bem sinalizadas para se chegar em cada atração. Fizemos a sequência: 


1º - No Limite: seguindo a trilha, no meio do caminho, encontramos o pequeno mirante 


Continuamos a trilha e avistamos a cachoeira No Limite.



Ficamos um bom tempo, pois estávamos criando coragem para entrar na água gelada. Mas também não tinha como não entrar. Lentamente e aos poucos, fomos entrando. Logo o corpo acostumou. Frio? Nada! Até mergulhamos!! RsRsRs...


2º - Cachoeira do Grito: mais uma longa caminhada e chegamos no cartão postal da Trilha do Sol. Dizem que quem toma banho nessas águas deixa as superstições e medos para trás com um grito bem forte.


3º - Poço Dourado: Para chegar, tem que caminhar por dentro de um riacho estreito entre paredes de pedras. A água bate no joelho, mas é bem tranquilo. 



Saímos do complexo no final da tarde e fomos lá perto do Mirante dos Canyons, na verdade ao lado, pois existia mais uma cachoeira. Como não tinha sinalização alguma no local, não sabemos o nome. Basta apenas parar o carro no acostamento da rodovia e descer por uma pequena trilha.  


Caminhando, descendo acompanhando o fluxo d’água, chega-se em um poço natural, como mostra a foto. 


Finalizando o dia, já em Capitólio (FOTO), fomos conhecer o complexo de praças e orla da pequena cidade. Parece um calçadão de praia.  



Dia 03
Hidrelétrica de Furnas (FOTO), localizada no Rio Grande, entre os municípios de São José da Barra e São João Batista do Glória. Existe um pequeno local com banheiros, barraquinhas de artesanato e um mirante para ter essa vista.


Após a visita, seguimos para o Paraíso Perdido (FOTO), em São João Batista do Glória. A entrada fica na Rodovia MG-050, Km 321. Um acesso de terra com uns 4km em condições razoáveis. Não é permitido entrar com comidas nas cachoeiras, apenas água. Mas existe uma estrutura com banheiros, restaurantes, área de lazer, churrasqueira, lanchonetes e até camping.



Não conseguimos conhecer as 18 piscinas naturais, pois esse complexo é muito grande e para cada piscina ou queda d’agua que você pretende ir, terá que ficar subindo por essas pedras. Muitas delas são escorregadias, então tome muito cuidado.


Dia 04
Último dia. Logo que saímos do hotel já tiramos uma foto, da Igreja Matriz São Sebastião.


Parada em Alpinópolis, para rápida visita à praça e Igreja Matriz da cidade. 



Dali, chegamos em Carmo do Rio Claro, para visitar a Serra da Tormenta (FOTO), que é uma elevação montanhosa de 1.287 m de altitude. Estradinha de acesso ruim, que além de subida muito íngreme, é extremamente estreita, com curvas e com penhasco ao lado. O visual lá de cima compensou o sacrifício, e muito! 



Almoçamos na cidade mesmo. Então, seguimos para Fama, às margens do Lago de Furnas. Tempos atrás a cidadezinha era muito procurada para banhos. Infelizmente hoje é imprópria.



E assim foi nossa trip pelo mar de Minas!!

Região Serrana RJ (Teresópolis - Petrópolis)


🔻REGIÃO SERRANA🔻 

Teresópolis
Petrópolis



Conhecida como Serra Imperial, está dividida em 3 municípios, que possuem muitas características históricas e culturais, principalmente a presença da família real brasileira. Aqui você irá encontrar um clima agradável, muito verde e muitas visitas históricas. Vem com a gente! 
  
TERESÓPOLIS
Partindo da Região dos Lagos do RJ, rumamos para a Região Serrana do Rio.
Em Teresópolis, começamos o passeio pela Granja Comary (FOTO), Sede da Seleção Brasileira de Futebol. Local com mais de 150m² de área verde.


O Lago Comary é artificial, mas não deixa de ser lindo!!👇


Depois fomos conhecer a Igreja de Santo Antônio...


Cascata dos Amores...


Cervejaria Vila St. Galen..., mas não entramos.


E por último Castelo de Montebelo, bem mais afastado da região central e das outras atrações. Fomos com o intuito de conhecer, mas estava fechado. 😢😢😢


PETRÓPOLIS

Ainda em Teresópolis, iniciamos o dia visitando o Mirante do Soberbo para ver o famoso Dedo de Deus. Demorou um bocado, pois tinha muita neblina, mas conseguimos ver essa maravilha (FOTO). 


Seguimos então para Petrópolis, a "cidade imperial". Almoçamos e fomos conhecer a Catedral São Pedro de Alcântara (FOTO): construção em estilo neogótico, com projeto inspirado em catedrais do Norte da França. Ali que estão enterrados os restos mortais de Dom Pedro II, Dona Teresa Cristina, Conde D'Eu e Princesa Isabel. Na avenida passamos também pela casa da Princesa Isabel.


E chegamos na Cervejaria Bohemia (FOTO), onde possui restaurante, loja e cave, Bar Bohemia, Casa Olec e o Tour Cervejeiro, para informações sobre esse passeio acessem o link👉 https://www.bohemia.com.br/tour


Palácio de Cristal (FOTO), inaugurado em 1884, inspirado no Palácio de Cristal de Londres e do Porto, hoje patrimônio tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. 


Dali, a praça da Liberdade👇 e o Museu da FEB, com entrada gratuita.


Final da tarde e seguimos para o Museu Imperial (FOTO). Sua construção é estilo neoclássica e serviu de residência de verão de Dom Pedro II e Dona Teresa Cristina. Somente em 1943 foi transformado em Museu. Grande parte da decoração interna se preserva. A coroa usada por Dom Pedro II em sua coroação é um dos principais destaques juntamente com as jóias e manto real. No jardim além de árvores centenárias encontra-se uma estátua de Dom Pedro. Também existe um acesso pelo jardim onde ficam as carruagens daquela época.
Para quem deseja mais informações sobre o passeio acessem o link👉 http://www.museuimperial.gov.br/139-tour-pt.html


BANANAL E SÃO JOSÉ BARREIRO
Dia de retorno, mas antes uma paradinha no Trono de Fátima (FOTO), ainda em Petrópolis. Uma pena o local estava fechado e não pudemos ter a vista da cidade que deve ser incrível.


No trajeto de volta uma parada rápida na cidade de Bananal...


...e depois em São José do Barreiro