Páginas

quarta-feira, 2 de janeiro de 1980

Fortaleza





Enfim férias! Dessa vez a escolha foi por uma viagem de uma semana para o Nordeste brasileiro. Região muito bem comentada, de lugares e paisagens belíssimas. Destino escolhido: Fortaleza – Ceará.
Fechado o pacote com a agência para 4 pessoas. E vamos nós!

SEGUNDA–FEIRA: PRAIA DO FUTURO
Pegamos o voo no Aeroporto de Viracopos em Campinas por volta da 01h30 e chegamos lá por volta das 07h00, pois o avião foi até SP para o embarque de mais passageiros. A parada demorou mais de 2 horas. Pois é, uma viagem que era para ser rápida e se tornou longa e cansativa. Mas estávamos de férias. Então era aproveitar e não reclamar.
Chegando no Aeroporto Internacional Pinto Martins, em Fortaleza, o guia que nos levaria para o hotel já nos aguardava fazia tempo. Então fomos até um ônibus de viagem que também já estava cheio, já que nosso voo foi o último a chegar. Ô, situação!
A hospedagem foi no Hotel Coimbra, localizado na praia de Iracema, em uma avenida bem movimentada. Como a vontade de passear era enorme, fizemos o check-in, deixamos as malas sobre as camas, nos trocamos e lá fomos nós conhecer a praia que estava logo ali, na outra avenida.
Quando estávamos saindo, pedimos informações sobre praias, comércio, lugares para sair à noite, etc. O recepcionista nos deu algumas dicas e aproveitou para oferecer pacotes turísticos para conhecer as praias mais famosas.  Coisas do tipo. Entendemos ser vantagem comprar ali, pois a operadora de turismo também nos ofereceu passeios quando estávamos fazendo o translado aeroporto-hotel, mas achamos caro e não compramos. Pacotes fechados, com 2 dias livres, incluindo hoje.
Então, hoje, teríamos que conhecer uma praia não tão distante, pois não tínhamos guia. Mas qualquer um consegue se locomover sem guia.
Ao lado do hotel tinha um ponto de taxi e como já tínhamos nos informado que a praia mais próxima era a Praia do Futuro (FOTO), então negociamos com o taxista para nos levar até lá.


Chegando, nos deparamos com essa beleza natural:
Passamos o dia na praia. Uma delícia: água limpa e cristalina com muitas ondas grandes, já que os fortes ventos proporcionavam isso. Sol forte! Guarda sol? Nada! Quiosques com cobertura de sapé, proporcionando uma sombra muito mais agradável.
Essa praia é bem diferenciada das outras de Fortaleza. Logo na entrada da praia, ou seja, onde se concentra a maioria de restaurantes, existe um complexo chamado Crocobeach. É uma área de lazer e descanso onde existem piscinas, cadeiras, restaurante, banheiros, massagens, ... Clima bem familiar. Isso tudo antes da areia. Realmente um lugar muito agradável. Para quem não gosta de areia e água salgada, tem esse complexo como opção.
Voltamos para o hotel por volta das 19h00. Cansaço grande. Um bom banho e lá fomos nós, de volta à rua, para uma super canja de jantar. Na sequência, retorno ao hotel e cama, pois no outro dia sairíamos bem cedo para conhecer o tão famoso Beach Park, que fica em outro município.

TERÇA–FEIRA: PORTA DAS DUNAS (BEACH PARK)
Acordamos bem cedo e tomamos café da manhã. Aguardamos um pouco pelo ônibus que nos levaria para o passeio. Seguimos para o município de Aquiraz, uns 33 km de Fortaleza. 
Notamos que lá também era um complexo, com o Beach Park (http://www.beachpark.com.br), que é o maior Parque Aquático do Brasil e o segundo maior do mundo. Tudo se concentrava ali e a extensão da praia era enorme. Toda infraestrutura fica em torno do parque, ou seja, não era em toda a extensão da praia que tinha movimento.
A opção foi por não entrar no parque e sim, desfrutar da praia, que aliás, é lindíssima. Nome: Porto das Dunas (FOTO).
Outra praia com uma beleza natural exuberante com uma faixa de areia muito extensa, mar bem agitado e águas claras. Também sem guarda-sol, pois os coqueiros naturais fazem toda a sombra.

O dia foi ali. O retorno é cedo. A maioria dos ônibus que ali estavam sairiam entre 15h e 15h30. Pena, já que o sol estava forte, mas até chegar e deixar todos nos hotéis, ...
E esse foi mais um dia maravilhoso de praia. Ao chegar, banho. Depois saímos para comer. Na sequência paramos para conhecer a feirinha noturna no calçadão da praia do Meireles. É uma feira gigantesca com muitas barracas, lembrancinhas, biquínis, restaurantes, redes, quadros, pinturas, cerâmicas, comidas e bebidas típicas, bijuterias, camisetas, entre outros.
Depois de caminhar por toda a feirinha, e claro com vários presentinhos comprados em mãos, retornamos para o hotel. Ufa! Enfim, seria mais uma bela noite de sono. Até porque no dia seguinte podíamos acordar um pouco mais tarde, já que tínhamos o dia livre.

QUARTA–FEIRA: CENTRO (MERCADO CENTRAL)
Depois do café tomado o passeio escolhido não incluía praia e sim andar pelo comércio. Mais um pouco de compras. Seguimos a Avenida Monsenhor Tabosa, onde fica localizado o hotel até a avenida se transformar em uma rua de mão única.  A outra metade era uma calçadão com muitos coqueiros, bancos e muitas lojas. Uau! É de enlouquecer! Queríamos entrar em todas, mas claro que não conseguimos.
Seguimos até o final da rua. Caminha um pouco, vira daqui, vira dali e chegamos à Catedral Metropolitana de Fortaleza. Muito bonita e chamativa, construída com estilo eclético e com predominância de elementos góticos, com referência à Catedral de Colônia (Alemanha) e a Catedral de Chartres (França). Entramos, sentamos, descansamos, algumas fotos e agora era conhecer o Mercado Central de Fortaleza (FOTO).

Um mercado com 200 anos de história e hoje conta com 5 pavimentos com mais de 500 boxes onde podemos encontrar: artigos em couro, rendas, bordados, peças de cama, mesa e banho, camisetas, lembrancinhas, artigos para decoração, bijuterias, e claro os produtos regionais: cachaças, licores, castanha, doce de caju e restaurantes com comidas típicas nordestinas.
Passamos algumas horas por lá. Fotos, mais compras e a fome aumentando. Paramos e almoçamos. Hora de retornar para o hotel, pois era uma longa caminhada e já estávamos muita cansadas. Chegamos e já estava escuro. Cansaço enorme, direto tomar banho. Petisco e nada mais. Uhhhh! Boa noite!

QUINTA–FEIRA: PRAIA DA LAGOINHA
Acordamos bem cedo, antes das 7h, pois iríamos para o município de Paraipaba conhecer a Praia da Lagoinha (FOTO) que ficava aproximadamente uns 100 km da capital.

Outro lugar paradisíaco, com areia fina e escura, muitos coqueiros e com lagoas de água doce e um mar com água verdinha. Hummmm!!! Uma delícia. Também com restaurantes, hotéis e até resorts.
Um dia maravilhoso com muito banho de mar, sol, batidas, comidinhas, caminhadas e assim o dia se foi. Hora de retornar para Fortaleza e para o hotel.
Após o banho, saímos para comer e aproveitamos para passar novamente na feirinha que no outro dia não deu tempo de ver tudo. E assim voltamos para dormir por volta da meia-noite. Dia seguinte acordaríamos cedo novamente.

SEXTA–FEIRA: MORRO BRANCO/LAGOA URUAU/CANOA QUEBRADA
Mas uma viagem de aproximadamente 77 km, pois agora nosso destino era o município de Beberibe, com direito a mais praias.
Chegamos e o sol já estava forte. O ônibus nos deixou no estacionamento dos bugs. Lá compramos o passeio. Nossa, que delícia!!! Muito bom!!
O guia, ou seja, o bugueiro iria nos mostrando e explicando tudo sobre o pequeno município. Nossa primeira parada foi bem no centro da vila, de onde seguiríamos caminhando pelas falésias. O bug nos encontraria lá embaixo na praia.
Nem sei o que dizer desse lugar. Simplesmente espetacular, indescritível, cinematográfico, conhecido como “Labirinto das Falésias” (FOTO). São esculturas avermelhadas feitas da erosão da água, ou seja, conforme o mar vai batendo nessas rochas elas vão formando labirintos e cavernas. Nessas paredes coloridas das falésias saem areias de diversas tonalidades.

São dessas areias coloridas que muitos artesãos vivem. Fazem as garrafinhas decorativas,
 que costumamos ver por toda Fortaleza.
Andando e andando pelas falésias chegamos a Praia do Morro branco (FOTO), onde o bug já nos esperava. Embarcamos e com muita emoção andamos por uma extensa faixa de areia por essa praia maravilhosa.

Mais uma paradinha agora para conhecer a gruta Mae D’ Água na Praia das Fontes, que além da gruta existem muitas bicas de água doce. Local também onde foi gravada cenas da novela Tropicaliente. E por falar em novela outras produções televisivas foram gravadas nesse paraíso: Final Feliz, minissérie Sansão e Dalila o filme Noviço Rebelde e o programa No Limite.
Depois de conhecida a gruta, voltamos para o bug e agora um passeio com muita emoção. Não se via mais apenas mar, mas também dunas à perder de vista. Que visual. Chegamos na Lagoa Uruau (FOTO) (linguagem indígena, que significa “cesto grande”).

A lagoa está localizada em meio as dunas de areias virgens, pode-se dizer que o único lugar que se vê agua em meio aquele mundaréu de areia. Uma outra paisagem exuberante. Uma parte da lagoa é toda contornada de barracas com mesinhas quase dentro d’água. Ali existe passeios de lancha, jet ski e caiaque. Tínhamos uns 30 minutos para tomar um banho e voltar para o bug. E foi o que fizemos, aproveitamos todos os segundos naquele paraíso.
Voltamos para o passeio de bug que agora nos deixaria em nosso último passeio, pois passaríamos uma parte do dia em uma praia para depois retornarmos para Fortaleza. Retorno de 166 km.
Famosa praia de Canoa Quebrada (FOTO), uma característica bem diferente das outras praias. Além das dunas e falésias avermelhadas e que ficam até 30 metros acima do nível do mar. Para chegar a praia, bugs, ônibus, carros e motos param em cima dessas falésias. Ali existem escadas de madeira para chegar até a praia. Muito legal e diferente.

Primeira curiosidade: esse símbolo de estrela e lua, diz a tradição local, que durante o dia, os franceses trabalhavam duro e, a noite, se entregavam a diversão. Por isso, esculpiram o sol e a lua nas falésias.
Segunda curiosidade: ... vieram empurrando a embarcação, com objetivo de chegar à Aracati, com a informação que tinha um homem conhecido do lugar, chamado Simão. Foram falar com ele e terminaram dando-lhe o barco. Simão trouxe alguns homens para destruir o barco, que quando viram, disseram: “... uma canoa quebrada!” Daí o nome.
A recepção foi com uma dose de pinga local com pimenta. Vishhh que forte!!!!
Achamos um lugar na areia. A praia já estava lotada e lá passamos algumas horas. Água quentinha e muito limpa. Muito vento também. Ohhh lugar para ventar! Por isso no Nordeste existe a maior concentração de parques e fazendas eólicas do País.
Hora de retornar. Mais viagem, com direito a cochilo no ônibus.  

SÁBADO: CUMBUCO
A uns 30 km da capital, está a Praia do Cumbuco, localizada no município de Caucaia. Outra praia com uma infraestrutura excelente: piscina, tendas com massagens relaxantes, restaurantes, lojas de artesanato...
Mais um lugar maravilhoso. Muito sol, água limpíssima, quente (as vezes fria), alguns coqueiros, dunas de areia, lagoas, ... Considerada uma das melhores praias para prática de esportes do mundo.
E nosso dia foi assim. Mar, sol, areia, petiscos, batidas ... mar, sol, areia, petiscos, batidas ... até que chegou o momento mais chato do dia: ir embora.
Nossa última noite em Fortaleza. Então aproveitamos para passear pela orla da Praia do Meirelles e a Praia de Iracema com a estátua de Iracema. Muita gente para lá e para cá. Caminhamos bastante.

DOMINGO: PRAIA DO FUTURO
Passamos o dia na praia do Futuro. A mesma do primeiro dia, pois era a mais próxima. Não podíamos nos atrasar, pois o ônibus passaria no final da tarde para nos levar ao aeroporto.
Logo depois do almoço voltamos para o hotel de táxi para fazer o check out e partir. Tudo feito. Agora era apenas esperar o ônibus. Fomos para o aeroporto e por volta da 01h, estávamos em Campinas.
E foi assim nossa viagem de uma semana ao Ceará. Para quem gosta muito de praia, vale a pena, pois as paisagens naturais são um show!

Nenhum comentário:

Postar um comentário