Páginas

quarta-feira, 2 de janeiro de 1980

COLÔMBIA (Cartagena - Medellin - Bogotá - Zipaquirá)


🔻COLÔMBIA🔻

Cartagena
Medellin
Bogotá
Zipaquirá




País que faz divisa com Brasil, Venezuela, Equador e Peru, grande parte do seu território é influenciado pelo clima tropical e sua população é formada por uma mistura de índios, africanos e europeus, sobretudo espanhóis.
As cidades mais importantes em relação ao turismo são: Bogotá onde existem museus e edifícios do período colonial, Cartagena cidade considerada Patrimônio Mundial da Humanidade e San Andrés que é parte de um arquipélago, "o mar das sete cores".

DIA 1 - ISLAS ROSÁRIOS
Exatamente às 9h30 embarcamos para o passeio do dia.
Depois de muito navegar, chegamos na primeira ilha, onde fica o Oceanário. Muito sol e calor. Não resistimos e fomos direto para uma prainha. Depois fomos ao Oceanário.
Mais um pouco no barco e lá estávamos na Playa Blanca (FOTO). Lugar belíssimo, bem movimentado, mar azul e transparente com areia muito branca. 


Voltando para Cartagena, caminhamos pelo Parque de La Marina (FOTO), em frente ao porto e do lado de fora da muralha. Assim também, conseguimos ver o pôr do sol no Mar do Caribe. 


DIA 2 - CARTAGENA
Iniciamos o dia caminhando: Torre del Reloj (é assim mesmo que se escreve), Plaza de los Coches, Plaza de Aduana,  Santuário e Iglesia de San Pedro Claver (FOTO), Plaza de San Pedro Claver e suas esculturas, Museo Historico, Museo de Esmeraldas, Parque de Bolivar, Museo Del Oro, Catedral, Parque Fernandes de Madrid, Iglesia de Santo Toribio e Plazuela de San Diego.


Las Bovedas, a muralha e seus baluartes (FOTO),
Monumento a los Oceanos.


Início da tarde e continuamos. Teatro Heredia, Iglesia de Santo Domingo e mais da muralha com seus antiquíssimos canhões. Metade da tarde resolvemos agora ir visitar o Monumento India Catalina, que fica no caminho para o Fuerte San Felipe (FOTO) de Barajas.


Por fim, fomos visitar o monumento  Zapatos Viejos.


DIA 3 - CARTAGENA
Último dia em Cartagena de Índias. Iniciamos conhecendo a Plaza Cervantes. Depois, Parque Centenário, Parque de La Maria Mulata, Playa Bocagrande e finalizamos com uma caminhada pela parte antiga da cidade (FOTO), pelas ruas dentro da muralha.


Após o almoço, seguimos para o aeroporto de internacional de Rio Negro, de onde seguimos para Medellín.

DIA 4 - MEDELLÍN
Fomos até a Avenida Alfonso Lopez e nela,seguimos até o Plaza Minorista, um enorme mercado onde se vende de tudo. Passamos pela enorme Universidad de Antioquia e cheguamos ao Parque de los Deseos, onde está o Planetário e o Parque Explora. Ali, de um lado está o Parque Norte e o Jardin Botânico. Resolvemos visitar o Parque Norte. Fomos ao Jardim Botânico, Parque Explora (FOTO), conhecemos o Museo de Arte Moderno e finalizamos o dia. 


DIA 5 - MEDELLÍN
Pegamos o metrô até Poblado. Fomos direto até o Shopping Viscaya e, daí descendo, muitas vezes pelo parque linear ao longo do riozinho que desce da montanha. Conhecemos o Parque Lleras, Iglesia El Poblado e Parque El Poblado.
Chegamos de volta à estação e pegamos o metrô agora para Santo Domingo. Descemos na Estación Acevedo e pegamos o metrocable. Baldeação na Estación Santo Domingo, rumo ao Parque Arví.
Pegamos uma bicicleta que oferecem gratuitamente e descemos por uns 2 ou 3 kms do outro lado do morro, por uma estradinha asfaltada em meio a muitas árvores e pinheiros.  De volta, pegamos o metrocable e descemos em Santo Domingo (FOTO).


Fomos conhecer o Parque Biblioteca España. São 3 grandes prédios muito bonitos e facilmente avistados de longe.
Metrocable (FOTO) e metro até Estación Parque Berrío. Dali, o Palácio de La Cultura e Plaza Botero com inúmeras obras do pintor e escultor. Museo D Antiquia, Catedral, Parque Bolivar, Iglesia e Plaza San Antonio.


DIA 6 - MEDELLÍN
Mais um dia, aliás, último nessa cidade.
Seguimos para a Iglesia Sagrado Corazón, Ponte Colgante e Parque de los Piés Descalzos (FOTO). Tem pequenas quedas d’ água formando umas piscinas rasas, jatos de água, partes onde o piso é de areia e muito mais, onde se pode colocar os pés dentro. Ali também tem o Museo del Água, Plaza Mayor e Centro de Exposiciones.


Seguimos agora, cruzando o rio pela antiquíssima Puente Guayaquil (FOTO). Chegamos no Cerro Nutibara. Subimos e lá estava Pueblito Paisa, que é uma espécie de vilazinha lá no alto.


Após o almoço, pegamos um micro ônibus que parte dali de perto da Estación Parque Berrío, logo atrás do Hotel Nutibara, com destino ao Aeropuerto Rio Negro, pois dali, seguiria para Bogotá. 

DIA 7 - ZIPAQUIRÁ - CATEDRAL DE SAL
Fomos em direção a Estación las Águas do Transmilenio. É um sistema de ônibus cor vermelha, articulados que funcionam como metrô, em Bogotá.
Embarcamos e depois de uns 30 minutos, desembarcamos na Estación Portal del Norte. Nessa estação mesmo partem as micro ônibus (chamados de busetas) para Zipaquirá. Tudo baratinho.
Depois de uns 30 minutos, mais ou menos 9h, chegamos a pequenina Zipaquirá. O micro ônibus para um pouco longe da Catedral de Sal. Mas foi excelente, pois fomos caminhando e conhecendo a cidade, que é relativamente plana: Estación del Tren, Catedral, Parque Principal, Plaza de La Independencia e finalmente Parque de La Sal (FOTO), com visita a Catedral de Sal e a Ruta del Mineros.
As visitas são acompanhadas de monitor. Portanto, aguarda-se a formação de um grupo de pessoas.




Informações e ingressos para Catedral acessem o link👉 https://www.catedraldesal.gov.co/

Início da tarde. Fomos conhecer a Parroquia Nuestra Señora de los Dolores, numa parte alta que dava para ver uma boa parte da cidade.
Às 15h retornamos para Bogotá. Fomos caminhando até o Monserrate (FOTO). Subimos de funicular.


Monserrate fica a 3.200 metros acima do mar. Tem a via sacra, uma igreja (FOTO) no topo e um feirinha com artesanato.


Informações sobre o passeio e tarifas acessem o link👉 http://cerromonserrate.com/es/#

DIA 8 - BOGOTÁ
Último dia na Colômbia: conhecemos o Colégio Salesiano de Leon XIII, o Centro Cultural Gabriel Garcia Marques, Biblioteca Luis Angel Arango com entrada gratuita, Iglesia de la Candelaria, Capitolio Nacional (FOTO), Palacio Liévano, Palacio de Justicia, a magnífica Catedral Primada, Capilla del Sagrario, Palacio Arzobispal , Plaza Mayor, Iglesia de San Bartolome, Colegio Mayor de San Bartolome, Sede do Congresso, Ministério da Cultura, Templo de San Agustin, Ministério de Hacienda y Crédito Publico e passei em frente ao Casa Museo Caldas.


Daí, fomos conhecer o Museo de Arte Colonial e o Museo Militar, ambos com entrada gratuita.
Agora foi a vez da Casa de Moneda e do  Museo Botero (FOTO), interligados.


Depois do almoço fomos visitar o Museo del Oro.
Final da tarde já estávamos no aeroporto, pois no início da noite partiria nosso vôo de retorno ao Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário